Sejam Bem-Vindos!

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.
(Rubem Alves)

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

15 coisas que você deve abandonar para ser feliz


Há uma lista de 15 coisas que, se você desistir de todas elas, isso vai fazer sua vida ficar muito, muito mais fácil e muito, muito mais feliz.




Tradução e adaptação de Espalhe o Amor, artigo original em Purposefairy


Há uma lista de 15 coisas que, se você desistir de todas elas, isso vai fazer sua vida ficar muito, muito mais fácil e muito, muito mais feliz.


Nós nos prendemos a tantas coisas que nos causam tantas dores, estresse e sofrimento – e ao invés de deixá-las todas irem embora, agora… Ao invés de permitir que nós mesmos vivamos sem estresse e felizes… Nós nos agarramos a elas.



Não mais.



Começando a partir de hoje, nós desistiremos de todas essas coisas que não nos servem mais, e nós abraçaremos a mudança.



Preparado? Aqui vamos nós:



1. Desista da sua necessidade de estar sempre certo



Há tantos de nós que não conseguem suportar a idéia de estarmos errados, querendo sempre estar certos, mesmo sob o risco de terminar grandes relacionamentos ou causar um grande nível de estresse e dor, para nós e para outros.



Isso não vale a pena. Quando você sentir a necessidade “urgente” de entrar em uma briga sobre quem está certo e quem está errado, pergunte a si mesmo o seguinte:



“Eu preferiria ser a pessoa certa ou a pessoa gentil? Que diferença isso vai fazer? O meu ego é realmente grande desse jeito?”



2. Desista da sua necessidade de controle


Esteja disposto a desistir da sua necessidade de sempre controlar tudo que acontece a você e em volta de você – situações, pessoas, eventos etc.


Seja com seus amados, colegas de trabalho ou somente estranhos que você encontra na rua – apenas permita-os ser.



Permita que tudo e todos sejam como eles são e você verá o quão melhor isso vai fazer você se sentir.



“Ao se desapegar, tudo se torna realizado. O mundo é vencido por aqueles que se desapegam. Quando você tenta e tenta, o mundo se torna mais do que vencer.” (Lao Tzu)



3. Desista da culpa



Desista da sua necessidade para culpar outros pelo que você tem ou não tem, pelo que você sente ou não sente.



Pare de dar seus poderes para outros e comece a assumir as responsabilidades da sua própria vida.



4. Desista da sua conversa interior derrotista



Oh, meu Deus! Quantas pessoas estão machucando a elas mesmas por causa das suas mentalidades negativas, poluídas e repetitivas?


Não acredite em tudo que sua mente está lhe dizendo – especialmente se é negativista e auto-destrutiva.


Porque você é melhor do que tudo isso.



“A mente é um instrumento supremo se usada corretamente. Usada de maneira errada, no entanto, ela se torna muito destrutiva.” – Eckhart Tolle



5. Desista das suas crenças limitantes

Sobre aquilo que você pensa que pode ou não pode fazer, sobre o que é possível ou impossível.



De agora em diante, você não mais irá permitir que suas crenças limitantes mantenham você paralisado no lugar errado.



Abra suas asas e voe!



Uma crença não é uma idéia presa pela mente, ela é uma idéia que prende a mente. – Elly Roselle.



6. Desista de reclamar



Desista da sua necessidade de reclamar sobre aquelas muitas, muitas, muuuuuitas coisas – pessoas, situações, eventos que lhe fazem infeliz, triste e deprimido.



Ninguém pode fazer você infeliz, nenhuma situação pode fazer você triste ou miserável a não ser que você permita que isso aconteça.



Não é a situação que dispara aqueles sentimentos em você, mas sim como você escolhe olhar para tudo aquilo.



Nunca subestime o poder do pensamento positivo.



7. Desista da luxúria das críticas



Abandone sua necessidade de criticar coisas, eventos ou pessoas que são diferentes de você.



Nós somos todos diferentes, e mesmo assim somos iguais.



Todos nós queremos ser felizes, todos nós queremos amar e sermos amados e todos nós queremos ser compreendidos.



Todos nós queremos algo, e algo que é desejado por todos nós.



8. Desista da sua necessidade de impressionar os outros

Pare de pensar tão seriamente em ser ago que você não é somente pra fazer os outros gostarem de você.



Isso não funciona desse jeito. No momento que você pára de tentar tão seriamente ser algo que você não é, no momento que você tira todas as suas máscaras, no momento que você aceita e abraça seu eu verdadeiro, você descobrirá as pessoas sendo atraídas por você, sem esforço algum.



9. Abandone a sua resistência à mudança



Mudar é bom.



Mudar irá lhe ajudar a ir de A a B. Mudar irá ajudar você a fazer melhorias em sua vida e também na vida de pessoas à sua volta. Siga seu destino, e abrace a mudança – não resista a ela.



“Siga o seu destino e o universo irá abrir portas para você onde antes só haviam muros.” – Joseph Campbell



10. Desista das etiquetas



Pare de etiquetar coisas, pessoas ou eventos que você não entende. Páre de chamá-los “estranhos” ou “diferentes”. Tente abrir sua mente, pouco a pouco.



As mentes só funcionam quanto estão abertas.



“A mais alta forma de ignorância é quando você rejeita algo sobre o qual você não sabe nada sobre.” – Wayne Dyer



11. Desista dos seus medos

Medo é só uma ilusão. Ele não existe – você o criou. Está tudo na sua mente. Corrija o seu interior e tudo no seu exterior irá se encaixar.



“A única coisa que nós temos que temer é o próprio medo.” – Franklin D. Roosevelt.



12. Desista das suas desculpas

Coloque-as em um pacote e diga a elas que elas estão despedidas.



Você não mais precisa delas. Um monte de vezes nós limitamos a nós mesmos por causa das muitas desculpas que nós usamos.



Ao invés de crescer e trabalhar em melhorar nós mesmos e nossas vidas, nós nos tornamos presos, mentindo para nós mesmos, usando todos os tipos de desculpas – desculpas que 99,9% das vezes não são nem reais.



13. Desista do seu passado



Eu sei, eu sei. É difícil. Especialmente quando o passado parece tão melhor do que o presente – e o futuro parece tão assustador.



Você deve levar em conta o fato de que o momento presente é tudo o que você tem e tudo que você irá ter na vida.



O passado que você agora está buscando reviver – o passado com o qual você ainda sonha – foi ignorado por você quando ele era presente.



Pare de se iludir.



Esteja presente em tudo que você faz, e aproveite a vida.
Afinal, a vida é uma jornada, não um destino. Tenha uma visão clara do futuro. Prepare a si mesmo, mas sempre esteja presente no seu agora.



14. Desista do apego



Este é um conceito que, para a maioria de nós, é tão difícil de compreender e eu tenho que dizer a você que isso era complicado pra mim, também.



E ainda é… Mas não é mais algo impossível.



Você fica melhor e melhor nisso com tempo e prática. No momento em que você desliga a si mesmo de todas as coisas, você se torna muito mais cheio de paz, tão tolerante, tão gentil e tão sereno…



Isso não significa que você não dê o seu amor para estas coisas – porque amor e apego não têm nada a ver um com o outro. Apego vem de um lugar de medo, enquanto amor… Bem, amor real é puro, gentil e sem ego. Onde há amor não pode haver medo, e por causa disso, apego e amor não coexistem.



Livrando-se do apego, você chegará em um lugar onde você será capaz de entender todas as coisas sem tentar.



Um estado além das palavras.



15. Desista de viver sua vida através das expectativas de outras pessoas



Muitas pessoas estão vivendo uma vida que não é a vida delas.



Elas vivem vidas de acordo com o que os outros pensam que é melhor para elas, elas vivem suas vidas de acordo com o que seus pais pensam que é melhor, pelo que seus amigos pensam, seus inimigos, professores, governo e até do que a mídia pensa que é melhor para elas.



Elas ignoram suas vozes interiores, aquele chamado interno… Essas pessoas estão tão ocupadas em procurar agradar a todo mundo, preocupadas em atender as expectativas de outros, que elas perdem o controle de suas próprias vidas.



Elas esquecem o que as torna felizes, o que elas querem, o que elas precisam… E, eventualmente, elas esquecem delas próprias.



Você tem uma vida – essa aqui, agora – e você precisa vivê-la, apropriar-se dela e, especialmente, não deixar que a opinião de outras pessoas distraiam você do seu caminho.


FONTE: FOLHA SOCIAL

I FEIRA DAS CIÊNCAS INTEGRADAS



JUSTIFICATIVA

Vivemos em um mundo no qual as transformações sociais e ambientais acontecem ininterruptamente, e o principal agente transformador é o homem. Nessa perspectiva, a valorização dos métodos científicos, que incentivam e influenciam a busca pela minimização dos impactos negativos causados por essas mudanças, bem como possibilitam a ação positiva direcionada à melhoria da qualidade de vida no planeta, deve acontecer no âmbito educacional, e ser fomentada desde os primeiros anos escolares.
No século passado, sessões públicas eram realizadas para apresentar os experimentos práticos direcionados às ciências que contribuiriam para a melhoria das condições de vida na sociedade. Porém, perdeu-se essa prática, até no âmbito escolar, que não mais fomenta atividades de ordem prática e experimental.
Na tentativa de recobrar as habilidades dos nossos estudantes na concretização de experimentos simples que sirvam tanto para instruir quanto para incitar a capacidade criativa e científica, pensou-se numa feira a expor visualmente à comunidade trabalhos de cunho especial, que representassem o “Meio Ambiente e Cidadania”, como tema integrado, focando em alguns aspectos específicos como: Clima, Lixo, Energia e Drogas e Doenças Sexualmente Transmissíveis.
Essa prática envolvendo tanto a turma de nono ano do ensino fundamental existente na escola, quanto as turmas de ensino médio e Tempos Formativos (Eixos VI e VII), abrangendo modalidades de ensino diferentes, servirá para mostrar que o desenvolvimento de habilidades científicas pode e deve acontecer em todas as etapas de ensino.
Nessa perspectiva, as Ciências Naturais – Física, Química e Biologia - e as Ciências Exatas – representadas pelas disciplinas Matemática e Estatística -, amparadas pela contribuição das outras disciplinas constantes do currículo escolar de forma a trabalhar interdisciplinarmente, e em especial Geografia e Educação Física, por se tratar de questões voltadas para o ambiente e a harmonia social, diretamente ligadas a tais disciplinas, realizarão ações voltadas para a elaboração e cumprimento de uma mostra cultural realizada pelos alunos do Colégio Abelardo Moreira, nos diferentes turnos de funcionamento.

2 OBJETIVO GERAL

Objetivando estimular na comunidade escolar o interesse pela ciência, bem como despertar nos estudantes a curiosidade científica, incentivando-os a formular estratégias de produção e concretização experimental, a feira de ciências é o reflexo do aprendizado dos estudantes baseado nos conhecimentos adquiridos no âmbito escolar e no cotidiano vivenciado por eles, que culmina com o despertar de um maior interesse pela escola e pela ressignificação da aprendizagem escolar. 




























































PROFESSORES RESPONSÁVEIS:

ARSÊNIO JORGE C DA FONSECA
GEISA RIOS ALMEIDA
JONILSON LIMA DA S ALBINO
LEONARDO DA S SOUZA DIAS
LUZINETE OLIVEIRA SOUZA
PAULA SOUZA NUNES
ROBSON DE A SANTANA
ROSENILDE LIMA RIOS
TAMILLI ARAÚJO SILVA
VINICIUS CERQUEIRA SILVA