Sejam Bem-Vindos!

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.
(Rubem Alves)

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

NÃO BASTA VOTAR



NÃO BASTA VOTAR

As instituições e as pessoas estão desacreditadas. O povo continua a mercê de políticos inescrupulosos e corruptos. Há interesse em manter esse estado de coisas. Sem consciência politica o povo fica mais vulnerável aos engodos.                                                                               

José Antônio da Silva Barros


É-nos extremamente difícil imaginar a atividade política sem o embate das ideias. Fazer política é ter ideias e lutar por elas. É ter um programa viável com prioridades definidas e sem planos mirabolantes. É ter convicções políticas e ideológicas pelas quais se deve lutar com denodo. Enfim, é aliar pensamento e ação. Para concretizar tudo isso é necessário à existência de um partido político estruturado, com um conteúdo ideológico e identificado com os anseios mais legítimos do povo. É o que não acontece hoje no Brasil e nos deixa deveras preocupados. Os que temos, na realidade, são meras legendas de aluguel ás quais os políticos estão sempre se filiando quando estas estão em evidencias ou rendendo votos. É vezo de todos eles trocarem de partidos, de acordo com seus interesses. Quando mudam de agremiação o fazem sem consultar seus eleitores. Fazem movidos apenas por seus interesses pessoais, e muitas vezes inconfessáveis. Parece que a única solução seria uma reforma política radical, com o fito de erradicar alguns vícios de que padece a política brasileira e adotar, entre outras medidas, o instituto da fidelidade partidária, pois não se pode conceber que um candidato, que é eleito com uma proposta na qual muitos acreditaram anuncie inopinadamente o seu desligamento do partido ao qual está filiado. Daí o fisiologismo, os conchavos e a corrupção generalizada, uma vez que em política tudo é factível. 
O Brasil é um pais sui generis em quase todos os aspectos, principalmente na forma de fazer politica. Aqui são aceitas e toleradas certas anomalias que seriam impensáveis em sociedades mais organizadas como, por exemplo, artifícios instituídos pela própria legislação eleitoral que deixam brechas para que candidatos que em condições normais seriam inelegíveis se candidatarem e até serem eleitos.
O homem é um ser gregário e, como tal, não pode prescindir do concurso de seus semelhantes. A sociedade nos moldes em que está organizada hoje não atende as necessidades básicas de seus cidadãos. A vida em sociedade é uma exigência da natureza humana. Ao se reunir para viver em grupo, o homem assume deveres e adquire direitos. O estado, por seu turno, deve satisfazer as necessidades mais prementes da população e promover o bem-comum. A partir do momento que deixa de atender essas necessidades pode desencadear o descontentamento, culminando Ipso facto em convulsão social. Efetivamente, nos últimos anos, o país tem vivido em estado de pre-convulsão social que é – diga-se de passagem- um situação que não pode durar indefinidamente.
O desenvolvimento econômico deve estar atrelado ao desenvolvimento social. O país experimentou, é verdade, nas últimas décadas um crescimento que o coloca entre as dez maiores economias do mundo ocidental. Em contrapartida, os nossos indicadores sociais nos colocam ao lado das nações mais atrasadas do planeta. É preciso ter em mente que crescimento não é progresso. Só podemos falar em desenvolvimento quando todos compartilham desse crescimento.
Com o fim da ditadura militar que se estendeu por mais de 20 anos e o restabelecimento da democracia o pais vem realizando eleições regularmente. Estamos às vésperas de novas eleições. Desta vez para eleger deputado, governadores e senadores de todo o país. Como sempre acontece nessas ocasiões, encara-se as eleições como se fossem uma panaceia capaz de resolver de imediato todas as mazelas que assolam o país. Contudo, a simples alternância no poder não vai equacionar os problemas que afligem o povo. Os candidatos, na sua grande maioria despreparados e sem nenhuma experiência no trato da coisa pública passam a maior parte do tempo se digladiando sem apresentar propostas serias e exequíveis para que todos possam analisa-las.
Os políticos devem atentar para o fato de que não bastam apenas eleições. A crise que atravessa o país não é somente de homens. As instituições precisam ser fortalecidas, a fim de que se possa construir uma sociedade realmente livre. A simples alternância no poder, a troca de pessoas não será suficiente para assegurar a existência de uma sociedade justa e que atenda aos interesses da maioria. 
 Os candidatos, por sua vez, agem como se votando neles tudo será resolvido. É como se fossem autossuficientes. Declaram-se capazes de equacionar todos os problemas da vida social. Não é assim que as coisas funcionam. As instituições políticas são muito importantes para o funcionamento da democracia. Só podemos viver sob a égide da verdadeira democracia quando as instituições estão funcionando plenamente, ou melhor, quando todos acreditam nos homens e nas próprias instituições. Não basta votar. É preciso chamar atenção para estas questões que são de importância fundamental   para a compreensão da realidade política do nosso país.
As instituições, as pessoas e as coisas estão cada vez mais desacreditadas neste país. O povo continua a mercê de políticos inescrupulosos e corruptos que só tem contribuído para o atraso. A verdade é que eles tem interesse em manter esse estado de coisas. Alienado e sem consciência política o povo fica mais vulnerável aos engodos. Com efeito, enquanto a maioria dos eleitores for obrigado a trocar seus votos pelas migalhas que caem das mesas dos políticos continuará a conhecer a angústia, a fome e a miséria.
O pais vive momentos cruciais de sua história. Estamos ainda no primeiro quartel do novo século que certamente será de grandes realizações em todos os campos da atividade humana. Escusado dizer que para acompanhar essas transformações é preciso estar preparado. É de capital importância forjar estadistas com capacidade administrativa e tirocínio político. Esta é uma tarefa que cabe também ao povo que tem nas mãos o instrumento perfeito, que é o voto para escolher para representa-los homens sérios e imbuídos dos melhores propósitos.

terça-feira, 10 de junho de 2014

EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA ENSINO FUNDAMENTAL II

EMPREENDEDORISMO NA ESCOLA
ENSINO FUNDAMENTAL II
JUSTIFICATIVA
A disseminação da cultura empreendedora na sociedade  está despertando o espírito empreendedor, através do estímulo ao protagonismo juvenil, o qual engloba a cooperação, a sustentabilidade ambiental, a cidadania e a ética. É função da Escola fazer o aluno pensar em sua vida produtiva e programar ações para o futuro profissional.
OBJETIVOS
·         Desenvolver uma nova consciência de trabalho na comunidade escolar;
·         Desenvolver competências de tomada de decisão, traçar planos, superar obstáculos, ter iniciativa, assumir desafios, exigir qualidade, planejar e estabelecer metas;
·         Calcular custos e valores;
·         Desenvolver, planejar e realizar projetos;

·         Trabalhar em equipe;





sexta-feira, 6 de junho de 2014


CEAM REALIZA ETAPA ESCOLAR ATLETA NA ESCOLA

Sob a responsabilidade das professoras Geisa Almeida, Silvana Cerqueira e Sara Souza, cerca de 40 alunos do turno matutino do Colégio Estadual Abelardo Moreira , participaram na manhã desta quinta feira (05), da etapa do Programa Atleta na Escola, realizada na AABB de Mairi.









O CEAM, busca realizar durante todo o ano todos os programas disponíveis às escolas da Rede Estadual.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

MAIRI-BAHIA: COLEGIO ESTADUAL ABELARDO MOREIRA REALIZA ELIMINATÓRIA PARA O PROJETO “ATLETA DA ESCOLA”

Aconteceu nesta quinta-feira(05/06) no CEAM competições que envolveram as modalidades do projeto “Atleta da Escola” do Governo Federal em parceria com o Governo Estadual (modalidadesVoleibol e Atletismo) . Na oportunidade, A professora de Educação Física Geisa Almeida, a equipe Gestora e demais membros da família CEAM  realizaram as eliminatórias; as provas foram realizadas na AABB de Mairi.
 Este evento contou com apoio de parte da Equipe Administrativa e Pessoal de Apoio, alunos, diretores e vices.  Ainda esta semana estaremos divulgando a lista dos alunos classificados nas suas respectivas modalidades. e Acrescentando os devidos registros fotográfcos.

A Equipe o CEAM agradece o apoio do Presidente do Clube AABB - Anésio Neves, e aos parceiros "Bisourinho" e Geovane.