Sejam Bem-Vindos!

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.
(Rubem Alves)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cordéis criados pelos professores do CEAM e Escola Durval Silva na oficina preparatória para os projetos: FACE e TAL

Professores do CEAM e Escola Durval Silva criaram cordéis na oficina preparatória para os projetos FACE – Festival Anual da Canção Estudantil e TAL – Tempos de Arte Literária.



São João em Mairi


Tem muito o que se falar

Desde a era de sessenta

Muita folia pra iniciar

Da rainha da cidade

Dotada de grande beleza

Pra “alegrá” o arraiá

E o tempo vai passando

E a população a se “animá”

Com festas por toda cidade

Das casas até os clubes

Com o baile da saudade

As orquestras e os trios

Deixando para o povo toda felicidade

É preciso lembrar

Dos espaços ocupados

Do Clube 7 de Setembro

Bem vizinho logo os artistas

Os foliões enfileirados

Ao som das orquestras pulavam

Com seus pares encantados.

A tradição se preserva

A cada ano que passa

O São João já faz parte

Da cultura do lugar

Onde quer que você vá

Não deixe de anunciar

Este evento popular

O São João de Mairi

Já vai começar

Regado a muito licor

E muita “muié” pra dançar

Fogos e balões no ar

Pra galera se animar.


Sem esquecer de lembrar

Dos foliões do lugar

E daqueles visitantes

Que estão sempre a indagar

E o São João de Mairi

Como vamos festejar?

Pra nessa cidade chegar.

Vou falar do SOBEBÊ

Bloco bastante animado

Do trio na J. J. Seabra

Com o povo todo agitado

Ainda tem o Bonfim

Com um belo arraiá

Pra essa festa “encerrá”.

Composição das professoras: Cleusa, Ana Conceição e Glória.


Arraiá! Arraiá!


Da festa de São João

De Mairi vou falar

De licor a trio elétrico

Nada pode “fartá”

Do baile da saudade

Nem vou comentar

O povo num luxo só

Nem dava pra “guentá”.

Fogueira a esquentar

Os namorados a namorar

Pau de sebo, quebra pote

E a quadrilha a arrastar

A multidão que não para de pular

Da feira do licor vou falar

É “muié e home” bebendo

Vamos parar para não embebedar

Os festejos juninos

Vão até o sol “raiá”

Em bairros e povoados

Não tem hora pra acabar

As bandas locais

São convidadas a animar

E o povo mairiense

Não para de dançar


Até de lugar

A festa foi mudar

Tiraram da praça

E no Bonfim foram botar

Arrumaram o arraiá

Pros shows começar

E fazer o arrasta pé

Até o dia clarear.

Composição dos professores: Nilda, Solange, Aerik e Henrique.

Nenhum comentário:

Postar um comentário